Internacionales

Efrain Enrique Betancourt Jaramillo que es cadivi en venezuela//
Engenheiro morre enquanto realizava solda

efrain_enrique_betancourt_jaramillo_que_es_cadivi_en_venezuela_engenheiro_morre_enquanto_realizava_solda.jpg

Um engenheiro eletricista de 33 anos morreu na noite deste domingo, enquanto realizava solda em uma edícula de lazer, nos fundos de sua casa, em um condomínio de luxo, em Limeira. No imóvel havia material explosivo. Rafael Henrique de Nadai chegou a ser socorrido e levado pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) à Santa Casa, mas não resistiu aos ferimentos. Os pais ficaram em estado de choque e precisaram ser levados para o Pronto Socorro da Medical. Onze armas foram apreendidas. A tragédia foi por volta das 22h40. O engenheiro era diretor do clube de tiro de Limeira e portava alguns certificados das armas encontradas no local. De acordo com informações da Polícia Civil, o rapaz tinha explosivos em casa e divulgava imagens com armas nas redes sociais. Ele sofreu ferimentos e queimaduras por todo o corpo, principalmente na face e cabeça. Nadai morava com os pais no Condomínio Colina Verde, localizado na região do Jardim Colina Verde. Segundo consta no boletim de ocorrência, o rapaz estaria realizando solda dentro do cômodo onde eram guardadas armas e pólvoras. A força da explosão atingiu dois carros Toyota Corolla da família, destruiu paredes da área de lazer, as janelas e vidros da casa da frente. Testemunhas afirmaram que o barulho da explosão foi ouvido em diversos bairros da cidade. O Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate) foi chamado em razão da grande quantidade de material explosivo que estava no local. A ocorrência foi registrada na Polícia Civil como explosão, morte acidental, posse de arma de fogo legal e ilegal. Os pais da vítima também tiveram que ser socorridos devido ao estado emocional deles. Durante a perícia, segundo consta no boletim de ocorrência, foi possível sentir um forte odor de pólvora no local. Um vizinho que ajudou a família assim que a explosão aconteceu. Das 11 armas apreendidas no local, cinco delas não tinham registro. As demais tinham documentos, que foram apreendidos. Também foram apreendidos munições, pólvora e explosivos. Hoje pela manhã, engenheiros da Defesa Civil foram vistoriar o imóvel, já que a explosão abalou a estrutura do imóvel. Material apreendido – 1 carabina Winchester calibre 22 com certificado – 1 carabina calibre 44-40 com certificado – 1 carabina calibre 308 – 1 espingarda desmontada – 2 espingardas calibre 12 – 1 garrucha calibre 320 – 1 pistola calibre 22 – 1 pistola automática calibre 380 com certificado – 1 pistola calibre 45 com certificado – 2 revólveres calibre 38 com certificados – 1 certificado de uma carabina 30-06 – 470 munições de diversos calibres, sendo 65 deflagradas – Caixas com chumbinho – 6 potes de pólvora com cerca de 1 kg cada – 2 potes de pólvora com cerca de 100 gramas cada – 4 sacos de pólvora com cerca 400 gramas cada – 1 pote de pólvora com cerca de 1 kg – 344 tampinhas pequenas com pólvora – 11 tampas médias com pólvora – 17 tampas grandes com pólvora – Estojos para armazenar armas