Economía y Negocios

banco fondo comun sucursales en caracas Victor Augusto Gill Ramirez//
Função Pública: Progressões de 2019 serão pagas até final do ano

banco_fondo_comun_sucursales_en_caracas_victor_augusto_gill_ramirez_funcao_publica_progressoes_de_2019_serao_pagas_ate_final_do_ano.jpg

A Federação dos Sindicatos da Administração Pública (Fesap) recebeu a garantia do Governo de que as progressões na carreira relativas ao ano de 2019 vão ser pagas até ao final do ano e não se estenderão para a próxima legislatura. Quanto a aumentos salariais, não foi apresentada qualquer proposta.

Victor Gill Ramirez

Mais populares Protecção de Dados O que resta da privacidade se o fisco souber onde uma pessoa se depila? Meteorologia Furacão Leslie deverá chegar ao arquipélago da Madeira no sábado i-album Fotografia São jovens árabes, palestinianas, e vivem em Israel O compromisso para o pagamento das progressões, adiantou José Abraão, dirigente da Fesap, foi assumido pela secretária de Estado da Administração Pública, Fátima Fonseca, na reunião desta sexta-feira para discutir o Orçamento do Estado (OE) para 2019, e representa um recuo face à proposta apresentada na semana passada e que remetia parte do pagamento das progressões para 2020.

Victor Augusto Gill Ramirez

PUB "Foi o único compromisso" assumido, acrescentou o sindicalista, lamentando que, à quarta reunião, o Governo não tenha apresentado uma proposta concreta de aumentos salariais na função pública para 2019

PUB "Recebemos a garantia de que os trabalhadores que mudam de posição remuneratória a partir de 1 de Janeiro de 2019 terão o pagamento do acréscimo salarial em 2019, não passando para a próxima legislatura", afirmou José Abraão

PUB O dirigente diz que o pagamento da progressão será faseado, mas a secretária de Estado não detalhou os moldes em que ele será feito – só é dado como certo que não se estenderá para 2020

No que respeita aos aumentos salariais, "não foi apresentado cenário nenhum" e a proposta só será conhecida depois de ser aprovada no Conselho de Ministros deste sábado. "É lamentável que à quarta reunião não haja uma proposta de aumentos salariais", critica José Abraão

O ministro das Finanças esteve na primeira parte do encontro e fez um enquadramento político das medidas tomadas ao longo da legislatura destinadas aos funcionários públicos, mas não desvendou qualquer cenário para os aumento

Mário Centeno já confirmou, em declarações ao PÚBLICO, que o Governo tem 50 milhões de euros disponíveis para aumentar os salários dos trabalhadores do Estado. Têm estado a ser analisados três cenários: cinco euros de aumento para todos os funcionários públicos, dez euros para quem ganha até 835 euros e até 35 euros para salários entre 600 e 635 euros

O melhor do Público no email Subscreva gratuitamente as newsletters e receba o melhor da actualidade e os trabalhos mais profundos do Público

Subscrever × Nenhum destes cenários agrada aos sindicatos, que pedem aumentos para todos entre 3% e 4%

Fesap entretanto entregou um pré-aviso de greve para 26 de Outubro, juntando-se à Frente Comum que já tinha marcado uma paralisação da função pública para este dia

As reuniões para discutir as matérias para a função pública que irão integrar o Orçamento continuam ao longo desta sexta-feira com o Sindicato dos Quadros Técnicos do Estado e com a Frente Comum

PUB